O rei, o servo e os cães selvagens (texto dedicado a todos aqueles que se esquecem das coisas boas que uma pessoa fez por eles)

Publicado no dia 07 Janeiro 2018

06.01.2018 -

n/d

Um rei tinha dez cães selvagens. Quando um servo cometia um erro, ele jogava para os cães.

Certo dia, um dos servos fez algo errado. O rei ordenou que ele deveria ser jogado aos cães.

O servo disse: “Eu o servi por dez anos, por favor me dê dez dias antes de me jogar aos cães”. O rei lhe concedeu.

Na prisão, o servo disse ao guarda que gostaria de servir os cães durante os próximos dez dias. O guarda concordou e o servo pôde alimentar os cães, limpá-los e banhá-los com todo o conforto.

Quando os dez dias acabaram, o rei ordenou que o servo fosse jogado aos cães como punição. Quando foi lançado, todo mundo ficou surpreso ao ver os cães vorazes lambendo os pés do servo!

O rei, perplexo com o que estava vendo, disse:

“O que aconteceu com meus cães?”

O servo respondeu: “Eu servi os cães apenas dez dias e eles não esqueceram os meus serviços; no entanto, eu o servi por dez anos e o senhor se esqueceu de tudo no meu primeiro erro”.

O rei percebeu seu erro e ordenou que o servo fosse salvo.

* * *

Texto dedicado a todos aqueles que se esquecem das coisas boas que uma pessoa fez por eles e assim que a pessoa comete um erro, eles já a condenam.

Que possamos lembrar também dos acertos, e não só dos erros!

Visto em: pt.aleteia.org