Terremoto de 3,6 pontos na escala Richter atinge costa de Florianópolis SC, confirma Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo

Publicado no dia 14 Abril 2018

13.04.2018 -

Um tremor de 3,6 pontos na escala Richter (escala que vai de 0 a 10) foi registrado às 9h28min46s desta sexta-feira, 13, na margem continental de Santa Catarina.

n/d

O fenômeno, indicado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) e confirmado pela Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), aconteceu a 100 quilômetros da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. Moradores das regiões Norte e Sul da Ilha e até de São João Batista, na Grande Florianópolis, sentiram os efeitos da propagação das ondas sísmicas pelo mar até a terra.

O técnico em sismologia do Centro de Sismologia da USP, José Roberto Barbosa, explica que o terremoto aconteceu na margem continental, ou seja, no oceano. O especialista garante que a magnitude é "importante" e está dentro da média de outros tremores registrados com frequência ao longo da costa brasileira. Se tivesse acontecido em terra, no entanto, os efeitos poderiam ter sido maiores, mas não a ponto de causar destruição.

Barbosa salienta que o tremor não poderia ter sido previsto. O técnico em sismologia também explica que novos terremotos podem acontecer na sequência, mas a variação de tempo vai desde minutos até anos.

Pode acontecer uma réplica pequena desse mesmo evento, que não foi forte, mas diria que foi de intensidade pequena à moderada. Não seria suficiente para destruir, mas para ser percebido e causar incômodo — classifica. 

Em nota, a Defesa Civil de Santa Catarina informa que está averiguando a situação. O órgão acrescenta que recebeu relatos de moradores que teriam sentido o fenômeno (o Corpo de Bombeiros teria recebido 32 relatos somente na capital), inclusive fora de Florianópolis, como em Blumenau. Os municípios estão sendo monitorados. Em entrevista à rádio CBN Diário, o secretário da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, diz que o tremor de baixa intensidade não resultou em estragos na região, mas estão em alerta:.

Durante a propagação das ondas sísmicas, uma parte entra no continente. É um processo de ressonância, em que as ondas vibram com frequência maior em algumas condições, como em solos mais sedimentares e na estrutura de alguns prédios.

Visto em: Jornal Diário Catarinense

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Profecia de Nossa Senhora de La Salette, aparição na França em 1846, reconhecida pela Igreja em 1851: "As estações serão mudadas, a terra não produzirá senão maus frutos, os astros perderão os seus movimentos regulares, a lua não refletirá senão uma luz avermelhada; a água e o fogo causarão ao globo terrestre movimentos convulsivos e horríveis terremotos, que farão tragar montanhas, cidades. Chegou o tempo. O sol se escurece; somente a fé viverá".

Diz na Sagrada Escritura:

"Porque as comportas do alto se abrem e os fundamentos da terra tremem. A terra se quebra, a terra é abalada violentamente, a terra é fortemente sacudida. A terra cambaleia como um bêbado, é agitada como uma cabana. Sua rebelião pesa sobre ela, ela cairá e já não se levantará". (Isaías 24, 18-20)

"Porque estes serão dias de castigo, para que se cumpra tudo o que está escrito". (São Lucas 21, 22)