Lobos em pele de cordeiro: Diocese americana liderada por bispo pró-gay diz que cabe a cada paróquia promover a homossexualidade (Como é que é!?)

Publicado no dia 05 Julho 2018

05.07.2018 -

Uma igreja católica no coração dos Apalaches (EUA), atraiu a atenção da mídia para a faixa do Mês do "Orgulho Gay" esticada no gramado da frente.

n/d

O bispo John Stowe, tem um histórico de colaboração com um grupo que rejeita o ensino moral católico, e seu porta-voz diz que paróquias individuais podem decidir se querem promover a causa homossexual.

A bandeira do arco-íris na frente da paróquia de São Paulo em Lexington, Kentucky proclama:

LGBTQ + CATÓLICO

FAMÍLIA, AMIGOS E ALIADOS

SÃO TODOS BEM-VINDOS

"Fazer este tipo de declaração é uma decisão que um porta-voz da Diocese de Lexington diz que cabe a cada paróquia", segundo uma reportagem da TV local .

O padre da paróquia, Chris Clay, enviou um e -mail aos paroquianos dizendo que a bandeira que exibe o símbolo da causa homossexual é uma “pequena maneira" de agir contra qualquere hostilidade, rejeição e tratamento silencioso que os católicos LGBTQ (gay) possam ter experimentado.

n/d

Ele afirmou: “Este estandarte, como qualquer estandarte ou qualquer bem-vindo que estendamos, é sempre feito compreendendo que aderimos e afirmamos tudo o que a Igreja ensina a respeito da fé e da moral”. (??)

"Esta é uma igreja que está aberta a todas as pessoas e eu espero que este sinal passe por isso", disse o paroquiano Stan, uma organização católica pró-LGBT: “Eu não acho que uma Igreja Católica já tenha tido um sinal como este antes na frente durante o mês do orgulho gay em qualquer outra época.

Visto em: www.lifesitenews.com

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Lembrando novamente...

Catecismo da Igreja Católica - Sobre castidade e homossexualidade

2357- “A homossexualidade designa as relações entre homens e mulheres que sentem atração sexual, exclusiva ou predominante, por pessoas do mesmo sexo. A homossexualidade se reveste de formas muito variáveis ao longo dos séculos e das culturas. A sua gênese psíquica continua amplamente inexplicada. Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (Gn 19,1-29; Rm 1,24-27; 1Cor 6,9-10; 1Tm 1,10), a tradição sempre declarou que “os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados” (CDF, decl. Persona humana, 8). São contrários à lei natural. Fecham o ato sexual ao dom da vida. Não procedem de uma complementaridade afetiva e sexual verdadeira. Em caso algum podem ser aprovados”.

Lv 18, 22: “Não te deitarás com um homem como te deitas com uma mulher. É uma abominação”.

Lv 20, 13: “O homem que se deita com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometem uma abominação, deverão morrer, e o sangue cairá sobre eles”.

Rm 1, 26s: “Deus os (pagãos) entregou-se a paixões aviltantes: suas mulheres mudaram as relações naturais por relações contra a natureza; igualmente os homens, deixando a relação natural com a mulher, arderam em desejo uns para com os outros, praticando torpezas homens com homens e recebendo em si mesmos a paga da sua aberração”.

1Cor 6, 9s: “Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos iludais! Nem os impudicos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os injuriosos herdarão o Reino de Deus”.

2358- Um número significativo de homens e mulheres tem tendências homossexuais profundas. Essa inclinação, objetivamente desordenada, constitui para a maioria deles um teste autêntico. Eles devem ser bem-vindos com respeito, compaixão e delicadeza. Todos os sinais de discriminação injusta serão evitados. Essas pessoas são chamadas a realizar a vontade de Deus em suas vidas e, se elas são cristãs, unirem ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição.

2359- As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Através de virtudes de auto-domínio que educam a liberdade interior, e às vezes através do apoio de uma amizade desinteressada, oração e graça sacramental, eles podem e devem aproximar gradualmente e resolutamente a perfeição cristã.

Diz na Sagrada Escritura:

"É a ruína que está chegando. Procurar-se-á salvação, sem que se possa encontrá-la. Sobrevirão desastres sobre desastres, má nova sobre má nova. Pedir-se-ão oráculos ao profeta, faltará a lei para o sacerdote, e o conselho para os anciãos". (Ezequiel 7, 25-26)

"Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos". (I Coríntios 6, 9)

"Não te deitarás com um homem, como se fosse mulher (ou mulher com mulher): isso é uma abominação". (Levítico, 18, 22)

"Por minha vida - oráculo do Senhor Javé, não me comprazo com a morte do pecador, mas antes com a sua conversão, de modo que tenha a vida. Convertei-vos! Afastai-vos do mau caminho que seguis; por que haveis de perecer, ó casa de Israel". (Ezequiel 33, 11)