Na Jornada Mundial da Juventude 2019, a Anunciação do Anjo Gabriel a Maria, adaptada aos tempos modernos, uma blasfêmia, um desrespeito a Deus Pai, Filho e Espírito Santo

Publicado no dia 29 Janeiro 2019

29.01.2019 - Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Na Jornada Mundial da Juventude 2019, no Panamá, diante de Francisco e seus "Eclesiásticos modernos"... muitos fiéis devem ter ficado sem "compreender" realmente que mensagem queriam passar!!

Isto que estes "filhos das trevas", em tom "sarcástico", fizeram com a passagem do Santo Evangelho, sobre a "Anunciação do Anjo Gabriel a Maria", foi de fato uma "blasfêmia", um desrespeito a DEUS Pai, Filho e Espírito Santo. Estou cansado desta "anti-igreja" que prega um "anti-evangelho", que distorce a Sagrada Escritura adaptando ao gosto do mundo, para agradar aos homens e não a Deus.

"É, porventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo". (Gálatas 1, 10)

Enviado pelo amigo e colaborador Reginaldo Furlan

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Lembrando: Padre Thomas Rosica, Assessor de imprensa do Vaticano, declarou: "Francisco não é conduzido tanto pela Palavra de Deus (Bíblia) ou pela Tradição da Igreja. O Papa Francisco rompe com as tradições católicas quando quer porque ele é livre de apegos desordenados. A nossa Igreja entrou numa nova fase com o advento deste primeiro papa jesuíta, ela é abertamente governada por um indivíduo e não apenas pela autoridade das Escrituras ou mesmo pelos seus próprios ditames da tradição mais as Escrituras".

Lembrando: Declarou o zeloso Arcebispo Marcel Lefebvre - "Como poderíamos nós, por obediência servil e cega, fazer o jogo desses cismáticos que nos pedem colaboração para seus empreendimentos de destruição da Igreja? Eis porque estamos prontos e submissos para aceitar tudo o que for conforme à nossa fé católica, tal como foi ensinada durante dois mil anos mas recusamos tudo o que lhe é contrário. Já ouvimos a objeção: "Então cabe a nós julgarmos a fé católica? Mas não será dever de um católico julgar entre a fé que lhe ensinam hoje e a que foi ensinada e crida durante vinte séculos e que está escrita nos catecismos oficiais. Como foi que agiram os verdadeiros fiéis diante das heresias? Preferiram dar o sangue a trair sua fé".

Lembrando: Declarou o Arcebispo americano Fulton Sheen (1895-1979) - "Se você tiver que encontrar Cristo hoje, então procure uma Igreja que não se dá bem com o mundo. Procure por uma Igreja que é odiada pelo mundo como Cristo foi odiado pelo mundo. Procure pela Igreja que é acusada de estar desatualizada com os tempos modernos, como Nosso Senhor foi acusado de ser ignorante. Procure pela Igreja que os homens de hoje zombam e acusam de ser socialmente inferior, assim como zombaram de Nosso Senhor porque Ele veio de Nazaré. Procure a Igreja que em tempos de intolerância (contra a sã doutrina,) os homens dizem que deve ser destruída em nome de Deus, do mesmo modo que os que crucificaram Cristo julgavam estar prestando serviço a Deus".