Professores na Argentina distribuem para as crianças, ovos de Páscoa que traziam o slogan: “Faça um aborto já!”

Publicado no dia 10 Abril 2019

09.04.2019 -

Um grupo de professores na Argentina distribuiu para as crianças guloseimas açucaradas que se assemelham aos ovos de Páscoa que traziam o slogan “Aborta Ya”, que é o espanhol para “Faça um aborto já!”

n/d

Professores pertencentes a um grupo feminista radical, se engajaram em uma campanha pró-aborto antes da Páscoa e da Semana Santa, quando os argentinos se preparam para comemorar a Paixão e a Ressurreição de Jesus Cristo. Em La Matanza, uma jurisdição na periferia de Buenos Aires, a capital nacional, professores de escolas públicas distribuíam ovos verdes cobertos de açúcar com o lema “Aborto Ya” como parte de um esforço mais amplo que eles chamavam de “Abortar a pequena surpresa”.

n/d

No Twitter, um observador comentou: "Eu apóio a legalização do aborto", enquanto perguntava quem poderia pensar que distribuir os ovos de "Páscoa" pró-aborto para as crianças era uma boa ideia. "Isto não é um jogo ", comentou o autor. escrevi. "Seja esperto."

Pais indignados também foram às mídias sociais para expressar sua indignação. Um dos pais escreveu no Facebook: “Se eles não querem filhos, por que usá-los?” Outro pai, que observou que muitas famílias não querem que seus filhos se envolvam em questões adultas, escreveu: “As crianças são inocentes e não devem ser escravizados à ideologia”.

Outro pediu uma lei para impedir a doutrinação de crianças por educadores. "Agora é necessária uma lei que imponha sérias penalidades a grupos de professores que doutrinam crianças em qualquer ideologia", escreveu um deles. O comentarista acrescentou: “Desde que eles exigiram o laicismo [secularismo], o preenchimento das cabeças das crianças com qualquer outra ideologia também deveria ser banido. O que acontece é que a inteligência dos professores em geral é insuficiente para distinguir entre ensinar o pensamento crítico e transmitir a ideologia”.

Desde dezembro, depois que o Senado argentino rejeitou uma proposta de lei que teria descriminalizado o aborto, houve manifestações e manifestações de feministas esquerdistas e defensores pró-vida. Ativistas pró-aborto usaram lenços verdes como um símbolo de organização e também usaram verde para colorir os ovos açucarados distribuídos a crianças em idade escolar. Em contraste, ativistas pró-vida usam bandanas de céu azul, lembrando a cor da bandeira nacional da Argentina. Ativistas pró-vida se reuniram em Buenos Aires em março, usando o lema “Vamos salvar duas vidas” para combater a mensagem pró-aborto.

Visto em: www.lifesitenews.com

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Lembrando as palavras de Santa Teresa de Calcutá

“Mas eu sinto que o maior destruidor da paz hoje é o aborto, porque Jesus disse: 'Qualquer um que recebe uma criança em meu nome, me recebe.

n/d

Portanto, cada aborto é uma recusa de receber Jesus. É, na verdade, uma guerra contra a criança – um assassinato direto da criança inocente – assassinada pela própria mãe. E se nós aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo sua própria criança, como nós podemos dizer para outras pessoas que não matem uns aos outros?"