Arcebispo Marcel Lefebvre: O golpe de mestre de Satanás

Publicado no dia 09 Maio 2019

09.05.2019 -

O inimigo mortal do homem não perde tempo. O Protestantismo arrancou meia Cristandade da Igreja. A Revolução Francesa e a democracia aniquilaram sua influência na esfera civil. Com o Concílio Vaticano II, chega finalmente ao seu coração. “Liberdade”, “igualdade” e “fraternidade”, ideal assumido pela Igreja sob a nova face de “liberdade religiosa”, “colegialidade” e “ecumenismo”.

Via: Canal do Youtube do amigo Jaime C. Sinais (visita recomendada)

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

DEUS jamais Permitiria, o que Francisco alega, "diversidade de religiões".

Como DEUS poderia aceitar tal "diversidade" de religiões, que pregam uma doutrina contra a "Divindade e Ressureição" de Seu Amado Filho Jesus. Destes homens, fundadores destas religiões, que não reconhecem JESUS como Filho de DEUS Altíssimo, renegando por si mesmos, a DEUS Pai, Filho e Espírito Santo. Inclusive desprezando a Palavra de Deus, contida na Sagrada Escritura.

Lembrando que o Altar da Catedral de Madri (Espanha) foi profanado, com ritual muçulmano em homenagem a Maomé. (No video abaixo, o dançarino muçulmano, faz homenagem a Maomé, no tempo 04h55)

O ritual teve lugar em frente ao Altar da Catedral madrilena, no passado dia 21 de março.

Disse Santo Ambrósio de Optina, sobre o Fim dos Tempos e os hereges que irão querer dominar a Igreja: "Quando você ver nas Igrejas o descaso (indiferença com o Sagrado) aos atos Divinos, aos ensinamentos dos Santos, e da ordem estabelecida por Deus, saiba que os hereges já estarão presentes. O Senhor disse que eles podem ser facilmente reconhecidos pelos seus frutos".

Disse o Arcebispo Marcel Lefebvre: "Não há salvação por meio do Islamismo. Não há Igreja budista no Céu... São coisas que podem parecer duras de ouvir, mas esta é a verdade".

Declarou ainda o Arcebispo Marcel Lefebvre: "Não será dever de um católico julgar entre a fé que lhe ensinam hoje e a que foi ensinada durante vinte séculos de tradição da Igreja? Ora, eu acredito sinceramente que estamos tratando com uma falsificação da Igreja, e não com a Igreja católica. Por quê? Porque eles não ensinam mais a fé católica. Não defendem mais a fé católica. Eles arrastam a Igreja para algo diferente da Igreja Católica. A verdade e o erro não estão em pé de igualdade. Isso seria colocar Deus e o diabo em pé de igualdade, visto que o diabo é o pai da mentira, o pai do erro".