Padre Exorcista alerta Bispos irlandeses sobre o aumento alarmante de atividades demoníacas, paralelo com uma "apostasia crescente" dentro da Igreja

Publicado no dia 02 Setembro 2019

02.09.2019 -

n/d

Um renomado exorcista irlandês exortou os bispos de seu país a fornecer mais apoio ao lidar com uma onda "exponencial" do mal.

O padre Pat Collins escreveu uma carta aberta à hierarquia da Igreja, na qual ele também relatou ter visto um paralelo entre o aumento da atividade maligna e uma apostasia crescente dentro da Igreja.

"Como isso aconteceu", escreveu ele, "há evidências crescentes da atividade maliciosa do maligno".

O padre irlandês relatou ser inundado quase diariamente com pessoas desesperadas pedindo sua ajuda para lidar com o que eles acreditam ser possessão demoníaca e outras atividades malignas.

O padre Collins disse que ficou "perplexo" que os bispos irlandeses não estão fazendo mais para designar padres para abordar as várias investigações, informou o site Irish Catholic, que inclui pessoas declarando encontros sobrenaturais, sendo arrancadas de suas camas e também de possessões completas.

O padre Collins observou que o Papa Francisco reconheceu formalmente a Associação Internacional de Exorcistas (IAE) em 2014, que é um grupo de cerca de 300 exorcistas de 30 países diferentes.

O IAE relatou um aumento significativo na atividade demoníaca nos últimos anos, de acordo com um relatório da Catholic News Agency (CNA).

O National Catholic Register registrou em março passado um aumento alarmante nos relatos de atividades demoníacas - com o número de exorcistas superando a demanda.

O padre Vincent Lampert, exorcista da Arquidiocese de Indianápolis desde 2005, disse ao Register que possessões demoníacas reais são raras.

"Eu só vi três posses nos últimos três anos", disse ele, "mas também há infestação, vexação e obsessão."

A infestação demoníaca acontece em lugares onde os objetos podem se mover e há barulhos altos, explicou o padre Lampert. Em casos de irritação, uma pessoa é fisicamente atacada e pode sofrer marcas, incluindo hematomas, mordidas ou arranhões. A obsessão demoníaca envolve ataques mentais, como pensamentos persistentes de maldade que passam pela mente de uma pessoa.

"Em possessões", disse o padre Lampert, "vi olhos revirados, falando obscenidades, contorções corporais, odores desagradáveis, as temperaturas caírem na sala e testemunhei alguém levitando".

A Igreja Católica faz uma distinção clara entre atividade demoníaca e questões psicológicas, afirmando em seu Catecismo, "é importante verificar que se está lidando com a presença do Maligno, e não com uma doença" (CCC 1673).

As regras do rito católico de exorcismo foram recentemente atualizadas para também afirmar que um indivíduo que acredita estar possuído deve descartar questões mentais antes de procurar um exorcismo, disse o relatório da CAN. Tendo feito isso, se o exorcismo ainda for necessário, eles podem buscar uma investigação com o exorcista treinado e nomeado de sua diocese.

Um porta-voz da conferência episcopal irlandesa confirmou ao The Irish Catholic que a Igreja exige que cada diocese tenha um exorcista treinado que saiba diferenciar entre possessão demoníaca e doença mental ou física.

O porta-voz também disse, no entanto, que "os exorcismos são muito raros e este escritório não teve conhecimento de nenhum caso de 'exorcismo' na Irlanda nos últimos anos".

O padre Collins disse que é possível que ele seja procurado por tantas pessoas que procuram ajuda, porque ele é conhecido como um exorcista. Mas ele disse que definitivamente houve um aumento dramático nas pessoas que experimentam manifestações do mal.

“Não posso julgar por minha própria experiência subjetiva, porque as pessoas veem na Internet que eu deveria ser um exorcista”, disse ele, “então recebo um número excessivo de ligações de pessoas e e-mails. Tudo o que posso dizer é que tenho essa reputação, mas é apenas nos últimos anos que a demanda aumentou exponencialmente.”

"O que estou descobrindo desesperadamente são pessoas que, em suas próprias mentes, acreditam - certo ou errado - que são atingidas por um espírito maligno", disse o padre Collins, também psicólogo treinado.

Mesmo nos casos em que a possessão demoníaca não está presente, ele acrescentou, as pessoas que buscam ajuda na Igreja frequentemente não a recebem.

“Eu acho que em muitos casos eles pensam erroneamente”, ele disse sobre as atividades demoníacas, “mas quando se voltam para a Igreja, a Igreja não sabe o que fazer com eles e os encaminham para um psicólogo ou alguém que eles ouviram falar que está interessado ​​nessa forma de ministério e  geralmente não são ajudados.”

Muitas vezes, são necessárias várias reuniões com um padre treinado para discernir o que o indivíduo está passando e que não envolve um espírito demoníaco e, em vez disso, é um problema médico, psiquiátrico ou psicológico, disse ele.

O padre Collins disse ao The Irish Catholic que é claro na Bíblia que o exorcismo é fundamental para o ministério de Jesus, e que ele se perguntava se o clero na Igreja hoje ainda acredita que existem espíritos malignos, afirmando: "Eu suspeito que não".

Ele disse que para a liderança da Igreja pensar que não há demanda de padres familiarizados com o ritual do exorcismo, é "estar fora de contato com a realidade".

O padre Collins também criticou a falta de treinamento para exorcistas na Igreja em um documentário sobre o mal que foi ao ar em novembro passado, dizendo que na época o incomodou "profundamente".

O padre disse que a Igreja estava certa em admitir sua pecaminosidade ao não defender crianças durante o escândalo de abuso sexual e pelas medidas adotadas desde então. "Mas me assusta que não tenhamos proteção contra os maus espíritos."

"Eu digo isso no sentido de que não treinamos ninguém para lidar com esses casos", disse ele. "Os padres - não é que eles não se importem - mas eles não sabem o suficiente sobre isso."

O padre Collins disse que era responsabilidade dos bispos irlandeses implementar esse treinamento, informou o Dublin Live.

O padre disse. "Eu dizia aos bispos: 'Ai de vocês que negligenciam o cuidado espiritual do povo'."

Visto em: www.anovaordemmundial.com

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar". (1Pedro 5, 8)

"Mas, ó terra e mar, cuidado! Porque o Demônio desceu para vós, cheio de grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta". (Apocalipse 12, 12)