Chance de colisão de asteroide com Terra é de 100%, segundo cientista da NASA

Publicado no dia 09 Setembro 2019

09.09.2019 -

n/d

De acordo com Greg Leonard, cientista da NASA, uma colisão de um asteroide com a Terra é uma questão de tempo. Para ele, os países devem tomar medidas contra asteroides.

Diariamente o espaço é observado pela NASA e outras instituições. Devido ao trabalho dos cientistas, novos corpos celestes são descobertos e analisados. Entre eles asteroides de diferentes dimensões que são classificados como uma ameaça ou não ao nosso planeta.

Na maioria das vezes os asteroides entram na atmosfera sem nós percebermos. Isso seria devido ao fato de seu tamanho ser pequeno. No entanto, até mesmo os asteroides de poucos metros de diâmetro são capazes de causar estragos e espanto.

Colisão certa

De acordo com Greg Leonard, professor da Escola de Observação da Universidade de Otago, Nova Zelândia, a Terra sofrerá um dia uma colisão com um asteroide ameaçador. Sendo assim, a única questão que fica é quando será.

n/d

"Mas eu também sei que se nós não fizermos nada, cedo ou tarde existe uma chance de 100% que um deles [asteroides] nos acertará", publicou as palavras de Leonard o portal MBS.

Atualmente mais de 700 mil asteroides já foram detectados, sendo que cinco deles serão uma ameaça ao nosso planeta ainda este ano. No entanto, uma colisão não significaria de imediato a destruição da humanidade. Todos os anos pelos menos um asteroide do tamanho de um carro entra na atmosfera antes de se desintegrar.

n/d

Para que ocorressem sérios danos à Terra, um asteroide teria que ainda ter pelos menos 1 km de diâmetro após entrar na atmosfera. No entanto, as chances de isso acontecer são muito pequenas.

Apesar da pequena probabilidade, asteroides de grandes proporções já atingiram a Terra antes. Alguns abriram grandes crateras enquanto um deles teria causado a extinção dos dinossauros.

Para evitar tal catástrofe, Leonard ressalta a necessidade de os países criarem mecanismos de defesa contra asteroides. O uso de tecnologias avançadas poderia destruir tais corpos celestes ainda longe da Terra.

Visto em: br.sputniknews.com

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"...e as estrelas do céu caíram na terra, como frutos verdes que caem da figueira agitada por forte ventania". (Apocalipse 6,13)

"Também do mesmo modo como aconteceu nos dias de Lot. Os homens festejavam, compravam e vendiam, plantavam e edificavam. No dia em que Lot saiu de Sodoma, choveu fogo e enxofre do céu, que exterminou todos eles. Assim será no dia em que se manifestar o Filho do Homem". (São Lucas 17, 28-30)

n/d

"O terceiro anjo tocou a trombeta. Caiu então do céu um astro enorme, ardendo como um facho. Precipitou-se sobre a terça parte dos rios e nas fontes de água. O nome do astro é Absinto...

n/d

...e se converteu em absinto a terça parte das águas. Muitos homens morreram das águas que se tornaram amargas. O quarto anjo tocou a trombeta. Foi ferida então a terça parte do sol, da lua e das estrelas, de sorte que escureceram em um terço. O dia e a noite perderam uma terça parte de seu brilho. O quinto anjo tocou a trombeta. Vi uma estrela que caíra do céu sobre a terra. Foi-lhe dada a chave do poço do abismo. Abriu o poço e do poço subiu uma fumaça como a fumaça de um grande forno. O sol e o ar escureceram por causa da fumaça do poço". (Livro do Apocalipse – São João)

"Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas. Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra. As próprias forças dos céus serão abaladas" (São Lucas 21, 25-26).