Pastor da Assembleia de Deus é acusado pelo MP de praticar estelionato

 

Ele teria se aproveitado da fé de uma aposentada para retirar empréstimos consignados

 

Pastor da Assembleia de Deus  acusado pelo MP de praticar estelionatoPastor da AD é acusado pelo MP de praticar estelionato

O pastor Leonardo da Conceição Almeida Leite, da Igreja Assembleia de Deus do bairro Morro do Estado, centro de Niterói (RJ), está sendo denunciado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro pelo crime de estelionato.

De acordo com o site Terra o pastor teria se aproveitado da fé da aposentada Maria Pereira da Silva Santos para conseguir R$9,9 mil em empréstimos usando a aposentadoria da vítima que é analfabeta.

O crime teria acontecido entre julho de 2005 a fevereiro de 2011 e só foi descoberto porque a filha desconfiou de algum erro quando viu que sua mãe estava com dificuldades financeiras.

A denúncia diz que a idosa confiava no pastor por tê-lo visto crescer e o autorizava a acompanhá-la ao banco. Ele por sua vez se aproveitava dessa situação para tomar empréstimos consignados no nome de Maria e os valores eram descontados mensalmente da aposentadoria.

A filha constatou esses descontos no contracheque e detectou que o pastor era o beneficiário. Ao ser chamado na delegacia para prestar depoimento Leonardo Leite confessou o crime.

O MP não vai oferecer a proposta de suspensão condicional do processo por vários motivos, um deles é porque Leonardo se aproveitou da fé de uma pessoa analfabeta. A pena pelo crime de estelionato é de um a cinco anos de prisão.