REFLITA NESTA QUARESMA

Publicado no dia 11 Fevereiro 2014

REFLITA NESTA QUARESMA:

"Alma que amo, por que Me desprezas? Não basta que Me ofendam os mundanos? Mas tu, por que Me tratas assim?..."

"Aquele que nunca precisa de perdão não é o mais feliz, mas antes aquele que teve de se humilhar muitíssimas vezes!"

"Não preciso de nada mais, em minhas almas, senão do abandono e do amor... sim, amor ao Coração que se consome de Amor!"

"Sim, amo todas as almas, mas com que predileção as que são mais fracas e mais pequenas!"

"Sabeis que espero de vós reparação e amor. O amor se prova com atos."

"Retirei-Me ao Jardim de Getsêmani, isto é, à solidão. Assim a alma há de procurar a seu Deus, longe de tudo, dentro de si mesma."

"Em vez de Me amarrares tu com teus pecados, Eu é que te prenderei com os laços do Meu Amor."

"Não creias que Eu possa cessar de te amar por causa de tuas misérias! Não, meu Coração te ama e jamais te abandonará." "Vós Me ofendestes: Eu vos perdoo...".

"Vós Me perseguistes: Eu vos amo!"

"Vós Me feristes com palavras e com ações. Eu quero fazer-vos bem e abrir para vós os Meus tesouros!"

"Vós, que procurais amor e que nunca vos sentis saciados, fostes feitos para amar não o que passa, mas o que é eterno..."

"Aquele que nunca precisa de perdão não é o mais feliz, mas antes aquele que teve de se humilhar muitíssimas vezes!"

"Alma que amo, por que Me desprezas? Não basta que me ofendam os mundanos? Mas tu que Me és consagrada, por que me tratas assim?..."

"Rouba-Me o Coração com o teu amor e dele farás o quanto quiseres." "Se não fossem as vossas ingratidões e os vossos pecados que Mo impedem, por vós faria verdadeiras loucuras de amor, tão extremosamente vos amo."

"Imagina que neste mundo só existimos nós dois. Como podes amar e ir em busca do afeto e estima de quem já para ti não existe?"

"Deveríeis todos andar transbordantes de amor para Comigo, tão providente e bondoso sou para cada um de vós."

"O puro amor e a genuína espiritualidade não se alcançam senão através do pleno desapego de todos e de tudo."

"Porque Me compadeço de tuas faltas? Porque te amo e não sei resistir a dor que experimentas com elas, se te voltares confiadamente para Mim, implorando auxilio e perdão. O vosso olhar, quando chega ao Meu Coração, é capaz de o comover todo."

"Se desejas ser a preferida, sê a mais humilde."

"Guarda silêncio quanto puderes e muitas das tuas faltas se não repetirão mais."

"Fala menos com as criaturas e chega-te a Mim para Me escutares..."

"Não te parece que é mais fácil guardar silêncio que falar bem?"

"Se Eu, Sabedoria Eterna, falei tão pouco, quanto mais deves tu guardar silêncio, que nem sequer és capaz de falar com ponderação!"

"Estou ansioso para que bem depressa a nossa união chegue a ser perfeita, num místico esponsalício, com igual sinceridade afetiva."